24 de fevereiro de 2011

SJSC continua luta em defesa da formação para o acesso de jornalistas ao serviço público estadual

Um acordo entre os partidos na tarde dessa quarta-feira, 23, fez com que a Assembléia Legislativa de Santa Catarina levasse para a semana que vem a apreciação ao veto do governador Raimundo Colombo ao PL 63/2010.

O PL, apresentado pelo deputado Kennedy Nunes e aprovado por unanimidade na Assembléia no ano passado, exige formação superior em jornalismo para as atividades da categoria na administração pública estadual direta e indireta.

O presidente do Sindicato dos Jornalistas disse que a retirada da pauta significa que o Executivo estadual enviará um texto para a Assembléia, estabelecendo requisitos para o acesso a cargos da profissão no Governo.

"A categoria terá um avanço importante após todo esse debate", apontou Lunge. O dirigente sindical acompanha, desde janeiro, os desdobramentos do PL 063.

A regulamentação defendida pela jornalistas recebeu apoio das bancadas de deputados da oposição e do governo."Por isso, entendemos que se há uma difiuldade política em derrubar o veto neste momento, o governador já declarou seu compromisso em buscar uma saída, que deve ocorrer até a semana que vem", declarou Lunge.

O presidente do SJSC destacou a liderança e o comprometimento de Kennedy Nunes para que a formação dos jornalistas seja reconhecida pelo Estado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Chegou até aqui, então manda o comentário...