29 de setembro de 2011

Jornal Correio Lageano demite jornalista por ter sido candidata na eleição do Sindicato

O jornal Correio Lageano, de Lages, deu mais uma demonstração de sua prática anti-sindical, o que se soma à sua incondicional situação de empresa que a toda hora desrespeita os jornalistas, impondo banco de horas, desconto de horas que não poderiam ser descontadas, não-pagamento de horas extras e não reconhecimento dos diagramadores.

Desta vez, a empresa demitiu a colega Deise Cristina Borges Ribeiro por um único fator: ela foi candidata na chapa 1 do Sindicato dos Jornalistas.

Os representantes da Chapa Sindicato Mais Forte, Sindicato Presente da qual a colega Deise fez parte já solicitaram ao Sindicato dos Jornalistas que intervenha neste caso, uma vez que não se pode admitir a situação - e muito menos as desculpas da empresa, de que Deise não se encaixa no perfil dos novos jornalistas, qual seja, a multifunção.

Nos últimos anos, a colega Deise serviu ao Correio Lageano atendendo a tudo o que lhe era solicitado enquanto jornalista. Agora, depois do pleito, ela é demitida. Não há prova maior de perseguição à organização dos jornalistas do que esta, por isso urgência se faz necessária pela Direção do SJSC. Autor Rubens Lunge

28 de setembro de 2011

Deputada Angela é "Mulher que faz a diferença 2011"

A deputada recebe o prêmio das mãos de
Doreni Caramori Júnior,
presidente da Acif, e Ruth Hoepcke da Silva,
 vice-presidente da entidade.


A deputada Angela Albino recebeu, na noite desta terça-feira, (27) o prêmio Mulheres que fazem a diferença 2011, categoria Poder Público, concedido pela Câmara da Mulher Empresária de Florianópolis em conjunto com a Associação Comercial e Industrial de Florianópolis (ACIF) e a Federação das Associações Comerciais e Industriais de Santa Catarina (FACISC).


A escolha foi feita por uma comissão julgadora constituída por 15 entidades, sendo cinco representantes legais de cada uma das categorias avaliadas: Negócios, Terceiro Setor e Poder Público. De acordo com a ACIF, “o objetivo do Prêmio é selecionar e premiar relatos da vida de mulheres que se destacaram em diferentes áreas de atuação, reforçando a importância do seu papel na sociedade, além de aproximar as entidades representativas dos setores de Negócios, Terceiro Setor e Poder Público”. A solenidade de entrega foi no Teatro Álvaro de Carvalho. Autor: João Cavallazzi.

25 de setembro de 2011

23 de setembro de 2011

I Congresso da Cidade em Florianópolis - Segunda Etapa

Está acontecendo nos dias 22, 23 e 24 de setembro o I Congresso da Cidade. O evento tem como tema “A sociedade civil discutindo o futuro de Florianópolis, passados dez anos da aprovação do Estatuto da Cidade”.
Devido à amplitude e complexidade do tema, o Congresso foi divido em dois encontros. O primeiro foi realizado em agosto de 2011 e focou a dinâmica do Plano Diretor de Florianópolis, onde cada núcleo distrital expôs o histórico e os resultados dos seus trabalhos.

Este segundo momento dará continuidade ao assunto, com palestras e oficinas temáticas sobre zoneamento urbano, mobilidade, saneamento, acessibilidade, segurança, educação, cultura e meio ambiente.

O Congresso da Cidade representa a grande união das entidades comunitárias e públicas. O evento é gratuito e aberto à comunidade. O local do Congresso será no Fórum Distrital do Norte da Ilha - Av. Des. Vitor Lima, 208, Campus Universitário (atrás do CSE/UFSC e da Igrejinha da UFSC)

Mais informações http://pantanodosul.blogspot.com/ Fonte: informativo do Sindes

19 de setembro de 2011

Transferida a assembleia geral que deflagaria greve geral dos servidores do judiciário

A assembléia geral dos servidores do judiciário que discutiria a deflagração de greve geral por tempo indeterminado, inicialmente marcada para esta quarta-feira, 21 de setembro foi transferida para a próxima semana dia 28 de setembro.

A situação de emergência pela qual passaram os municípios da região do Vale do Itajaí nos últimos dias foi o motivador do adiamento.

A decisão, leva em conta a excepcionalidade da situação, considerando inclusive que alguns servidores foram atingidos pelas chuvas.

Os servidores do judiciário discutem com o Tribunal de Justiça a implantação do novo Plano de Cargos e Salários da categoria desde julho de 2010, sem que se tenha chegado a sua aprovação.

A demora na tramitação do Plano que atualmente está para ser relatado no Conselho de Gestão do Tribunal é o motivador da mobilização da categoria.

A intenção dos servidores é reunir pelo menos o dobro de pessoas da última assembléia realizada no dia 30 de agosto quando 400 servidores de todoas as comarcas do estado compareceram.

Recentemente o Sindicato da categoria publicou uma Carta ao Magistrados e outra Carta a População Catarinense explicando os motivos que estão levando a categoria à paralisação.

18 de setembro de 2011

Avaí 1 x 1 Palmeiras

Mesmo com dois a mais, Avai não consegui sair do empate com o Palmeiras. Perde pontos importantes que já estão fazeno falta ao Leão.

Atlético-PR 0 x 0 Figueirense

Mais um empate. Figueira perde ponto importantes

12 de setembro de 2011

Trabalhadores do Judiciário preparam greve para 21 de setembro

A direção do SINJUSC por decisão da assembleia geral realizada no dia 30 de agosto está divulgando a “Carta à População Catarinense” onde explica os motivos do “Estado de Greve” em que se encontram os trabalhadores do judiciário e as razões que estão levando a categoria a uma greve geral por tempo indeterminado.

O documento deixa claro o esforço do Sindicato, desde julho de 2010, de negociar o Plano de Cargos e Salários com a Administração do Tribunal de Justiça. Mostra também a forma antidemocrática e desrespeitosa com que o TJ vem tratando os seus servidores em protelar a aprovar o PCS. Em forma de cartaz o documento será amplamente divulgado em todos os fóruns.


Carta à população catarinense


Em assembleia geral no dia 30 de agosto os trabalhadores do judiciário decidiram entrar em Estado de Greve e realizar nova assembleia geral no dia 21 de setembro com indicativo de Greve por tempo indeterminado a partir daquela data, caso a Administração do Tribunal de Justiça (TJ) não aprove o novo Plano de Cargos e Salários (PCS) da categoria.

A proposta de novo PCS começou a ser negociada em julho de 2010 e foi concluída em maio deste ano, com a entrega do relatório final ao presidente do TJ. Apesar disso, há mais de 100 dias o projeto permanece sem aprovação.

Além disso, através de diretores do TJ, o presidente do Tribunal tenta negar o conteúdo negociado e a possibilidade de aprovação da proposta.

De nossa parte, como Sindicato, levamos ao extremo o esforço da negociação e do diálogo, para o qual nos mantemos abertos. Mas a Administração do TJ, quando lhe faltam argumentos, prefere usar a força.

Fique claro a todos que os trabalhadores do judiciário preferem o diálogo à Greve. Mas a manutenção do atual estado de coisas, sem a aprovação do PCS, e pior, com tratamento antidemocrático e desrespeitoso com a organização da categoria, não nos deixa outra alternativa.

Temos alertado aos desembargadores do TJ o quão mal-sucedida foi, historicamente, a experiência de tratar as reivindicações dos trabalhadores com violência ao invés de soluções e diálogo.

Esperamos que a atual Administração não tenha compromisso com os erros do passado.

Queremos dizer a toda a população catarinense, que, de nossa parte, faremos todo o esforço para uma solução que atenda aos interesses dos trabalhadores e torne desnecessária a greve.

Por ora ela se impõe, e a responsabilidade só pode ser imputada às escolhas e decisões da Administração do TJ.

10 de setembro de 2011

8 de setembro de 2011

Aprovado na LDO 10% para assistência social

Na sessão ordinária realizada nesta terça-feira, dia 06 de setembro, foi derrubado o veto do Prefeito Dário Berger (PMDB) à emenda apresentada pelo vereador Dr. Ricardo Vieira (PCdoB) que destina, na Lei de Diretrizes Orçamentárias, 10% do orçamento municipal para investimento na área de assistência social.

A emenda, que já havia sido aprovada pelos vereadores em sessão realizada dia 07 de junho, foi vetada pelo Executivo e retornou para nova votação na Casa legislativa.

No plenário, representantes dos conselhos, fóruns, entidades, associações e usuários reivindicaram e sensibilizaram os demais parlamentares para a importância da aprovação desta emenda - construída junto ao vereador Dr. Ricardo nas reuniões da Frente Parlamentar em Defesa da Assistência Social (cujo parlamentar é presidente).

O movimento organizado, além de encaminhar ofícios ao Legislativo pedindo apoio para aprovação, produziram faixas e confeccionaram camisetas, dando cor ao plenário. O resultado da votação não poderia ser outro: 10 vereadores votaram contra o veto, aprovando, enfim, a emenda tão esperada para assistência.

Com a aprovação dessa emenda, 10% do orçamento municipal deverão ser destinados a área de assistência social, garantindo e consolidando a ampliação dos serviços socioassistenciais e socioeducativos, por meio de Programas, Projetos, Serviços e Benefícios inseridos na Proteção Social Básica e na Proteção Social Especial, de Média e Alta Complexidade.

Segundo o vereador Dr. Ricardo, a aprovação desta emenda significa a garantia de recursos orçamentários para consolidação do SUAS em Florianópolis por meio da estruturação dos equipamentos públicos e estatais de assistência social, bem como da efetivação dos serviços, programas, projetos e benefícios socioassistencias além do fortalecimento da Rede Socioassistencial privada. Para ele, essa conquista representa, na prática, a assistência social ao alcance dos cidadãos e cidadãs, levando em consideração os direitos básicos da dignidade humana.

É importante ressaltar que este é um momento de suma importância para a Assistência Social de Florianópolis, que ganhou relevo inédito na discussão da partilha de recursos públicos, mostrando que a sociedade está organizada em torno das garantias de consolidação desta política pública.

Colocar a Assistência Social na agenda pública e em evidência é mérito de bravos militantes e da atuação coerente das estruturas de controle social como o Conselho Municipal de Assistência Social, o Fórum de Políticas Públicas, com a importante interlocução da Frente Parlamentar em Defesa da Assistência Social. Fonte: Assessoria do Vereador Ricardo.

6 de setembro de 2011

Emenda à LDO que destina 10% para assistência social será votada hoje

Nesta terça-feira, dia 06 de setembro, será votada novamente na Câmara de Vereadores a emenda apresentada pelo vereador Dr. Ricardo Vieira (PCdoB) que destina, na Lei de Diretrizes Orçamentárias, 10% do orçamento municipal para investimento na área da Assistência Social.

Aprovada pelos vereadores em sessão ordinária realizada dia 07 de junho, a emenda volta para Casa legislativa após veto do prefeito Dário Berger (PMDB) e mobiliza os movimentos organizados.

Vale ressaltar a importância deste momento para a Assistência Social de Florianópolis que ganha relevo inédito na discussão da partilha de recursos públicos, mostrando que a sociedade está organizada em torno das garantias de consolidação desta política pública.

Infelizmente, no âmbito da gestão, a Assistência Social ainda é tratada como uma política "menor", dissonantemente à instituição do SUAS.

De acordo com Dr. Ricardo, vereador proponente da emenda e presidente da Frente Parlamentar em Defesa da Assistência Social, é preciso recursos orçamentários para que o SUAS se efetive e a assistência social tenha um serviço que alcance os cidadãos e cidadãs.

Para ele, esta ampliação do orçamento para a área representa um aumento significativo nos investimentos de uma ação direta para a população. “O percentual praticado até hoje não traduz a importância e a necessidade desta política que atende aos direitos básicos da dignidade humana”, pondera o parlamentar.

O veto a emenda – que foi construída pelo parlamentar junto aos conselhos, fóruns, entidades, associações e usuários - mobilizou os movimentos que, organizados, reivindicam a aprovação da matéria, através de ofícios direcionados ao legislativo e mobilizações populares.

Segundo Elisabeth Bahia, do Fórum Municipal Permanente de Políticas Públicas e do Conselho Municipal de Assistência Social (CMAS), a aprovação desta emenda é de suma importância para o município. “Ela garantirá a consolidação e ampliação dos serviços socioassistenciais e socioeducativos, por meio de Programas, Projetos, Serviços e Benefícios inseridos na Proteção Social Básica e na Proteção Social Especial, de Média e Alta Complexidade”.

A ex-presidente do CMAS, Solange Bueno, acrescenta que, na prática, a ampliação do cofinanciamento da assistência permitirá “proteger famílias em situação de pobreza, as crianças e adolescentes vítimas de abuso sexual, os idosos em situação de vulnerabilidade e risco pessoal, as pessoas deficientes, as gestantes e nutrizes, os moradores de rua, crianças, adolescentes e idosos com rompimento de vínculos familiares e comunitários, as mulheres vítimas de violência, as vitimas de calamidades públicas e todos os cidadãos que dela necessitarem”.

A luta pela definição de um percentual vinculado para a Assistência Social é nacional, traduzida nas deliberações das Conferências Municipais, Estadual e Nacional. “A expectativa é de que Florianópolis alcance êxito neste pleito, transferindo esta conquista para a sociedade e para os usuários da Assistência Social”, ressalta Vânia Machado, conselheira do Conselho Municipal de Assistência Social.

Para Dr. Ricardo, é imprescindível que não haja o desdém usual com este campo da política pública para se tenha as condições necessárias para a transformação social. “Não é admissível que crianças, mulheres e idosos, vítimas de violência, famílias passando fome ou excluídas do mercado formal não tenham serviços públicos estruturados para recorrerem. A efetivação do SUAS no município de Florianópolis significa o acesso a um direito fundamental, e depende da aprovação deste item orçamentário”, afirma.

A batalha pelos 10% é emblemática além de, pragmaticamente, oferecer as condições objetivas para consolidar o SUAS em Florianópolis por meio da estruturação dos equipamentos públicos e estatais de assistência social, bem como da efetivação dos serviços, programas, projetos e benefícios socioassistencias além do fortalecimento da Rede Socioassistencial privada.

Colocar a Assistência Social na agenda pública e em evidência é mérito de bravos militantes e da atuação coerente das estruturas de controle social como o Conselho Municipal de Assistência Social, o Fórum de Políticas Públicas, com a importante interlocução da Frente Parlamentar em Defesa da Assistência Social.

A votação da emenda à LDO que destina 10% para assistência no município
será nesta terça-feira 06 de setembro
a partir das 19h
no Plenário da Câmara de Vereadores de Florianópolis (Rua Anita Garibaldi, nº 35)

5 de setembro de 2011

Abaixo-assinado contra a privatização da Casan e da Celesc

A campanha pela retirada de pauta do PL 0236.8 e da PEC 007.5, que criam mecanismos para a privatização da Casan e da Celesc, ganha cada vez mais corpo. O Sindicato dos trabalhadores em Água Esgoto e Meio Ambiente em Santa catarina - SINTAEMA-SC - está convidando todas as pessoas a assinarem o abaixo-assinado e reivindicarem em favor do patrimônio público catarinense.

Ao clicar aqui, você encontra o abaixo-assinado online, hospedado no site Petição Pública. Imprima-o, assine, recolha assinaturas em seu bairro, em sua cidade e envie para o SINTAEMA-SC. Vamos barrar a venda do patrimônio dos catarinenses. Entre nessa campanha!

Abaixo-assinado contra a privatização da Casan e da Celesc

Ao Governador de Santa Catarina, Raimundo Colombo e aos Deputados Estaduais,

O Projeto de Lei 0236.8/2011 e a PEC 007.5/2011, que tramitam na Assembleia Legislativa, criam mecanismos para a privatização da Casan e da Celesc. A privatização eleva o valor das tarifas e não é sinônimo de qualidade do serviço. Vale lembrar que idêntica operação foi efetuada no Paraná quando venderam parte das ações da Sanepar. Os serviços ficaram mais caros e a qualidade caiu, o que levou o Governador seguinte, Roberto Requião, a classificá-la como um crime contra o erário público e recorrer aos tribunais para garantir a sua anulação. Por isso, nós, cidadãos abaixo-assinados, domiciliados em Santa Catarina, solicitamos a retirada de pauta do Projeto de Lei 0236.8/2011 e da PEC 007.5/2011, para que não sejam causados mais prejuízos a sociedade catarinense.

2 de setembro de 2011

1º Encontro Mundial de Blogueiros em Foz do Iguaçu

“O papel das novas mídias na construção da democracia”


As novas mídias, com seus sítios, blogs e redes sociais, adquirem papel cada vez mais relevante no mundo contemporâneo. As informações circulam online pela internet, contribuindo para democratizar a comunicação – seja nas revoltas no mundo árabe, na “revolução dos indignados” na Espanha, nos vazamentos do Wikileaks ou nas eleições que agitam vários países.

 A produção cultural e o entretenimento ganham maior difusão na web. A internet passa a fazer parte do cotidiano de bilhões de pessoas.

Num curto espaço de tempo, esta nova ferramenta tecnológica mostra todo seu potencial para o desenvolvimento – econômico, social e político. Ela coloca em xeque a chamada “velha mídia” – com a queda das tiragens e as crises dos jornais e a migração da audiência das TVs e rádios.

O impacto já se dá inclusive no terreno da publicidade. Pesquisa divulgada em março mostra que nos EUA os anúncios na internet já superaram, em US$ 2,5 milhões, os investidos na mídia impressa.

Mais do que nunca é preciso valorizar as novas mídias. É urgente entender melhor este fenômeno e suas tendências; investir mais no seu florescimento e aperfeiçoamento. Há consenso de que elas contribuem para o fortalecimento da democracia, no mundo e no Brasil.

Com este objetivo, a Associação Brasileira de Empresas e Empreendedores da Comunicação (Altercom) e o Centro de Estudos da Mídia Barão de Itararé, com o apoio institucional da Itaipu Binacional, promovem o 1º Encontro Mundial de Blogueiros, com o tema “O papel das novas mídias na construção da democracia”, de 27 a 29 de outubro de 2011, em Foz do Iguaçu, Paraná (BR).

Programação:
27 de outubro – quinta-feira:
19 horas – abertura oficial do evento com a presença de autoridades e promotores do evento;
- Mesa dirigida por Gilmar Piolla (Itaipu), Joaquim Palhares (Altercom) e Altamiro Borges (Barão);

28 de outubro – sexta-feira:
9 horas – Debate sobre “O papel das novas mídias”
- Ignácio Ramonet (França), criador do Le Monde Diplomatique e autor do livro recém-lançado “A explosão do jornalismo”;
- Kristinn Hrafnsson – porta-voz do Wikileaks [*];
- Dênis de Moraes, organizador do livro “Mutações do visível: da comunicação de massa à comunicação em rede”;
* Mesa dirigida por Natalia Vianna (Agência Pública) e Tatiane Pires (blogueira do RS);
14 horas – Painel: “Experiências nos EUA e Europa”
- Amy Gooldman (EUA) – responsável pela rede Democracy Now;
- Pascual Serrano (Espanha), blogueiro e fundador do sítio Rebelion;
- Richard Barbrooke – jornalista da Rússia [*];
* Mesa dirigida por Renata Mielli e Maria Inês Nassif.
16 horas – Painel: “Experiências na Ásia e África”.
- Ahmed Bahgat – blogueiro do Egito;
- Nadine Mo’wwad – blogueira do Líbano e ativista do movimento palestino [*];
- Pepe Escobar – jornalista e colunista do sítio Ásia Times Online;
* Mesa dirigida por Sérgio Telles (blogueiro RJ) e Leandro Fortes (CartaCapital);

Dia 29 de outubro – sábado:
9 horas – Painel: “Experiências na América Latina”.
- Iroel Sanchez – blogueiro cubano da página La Pupila Insomne:
- Blanca Josales – secretária de redes sociais do governo do Peru;
- Martin Becerra – blogueiro da Argentina [*];
* Mesa dirigida por Sérgio Bertoni (blogueiro PR) e Cido Araújo (blogueiro SP);
14 horas – Painel: “As experiências no Brasil”
- Emir Sader – blogueiro e articulista do sítio Carta Maior;
- Luis Nassif – criador do blog do Nassif;
- Esmael Moraes – criador do blog do Esmael.
- Conceição Oliveira – criadora do blog Maria Frô e tuiteira.
* Mesa dirigida por Daniel Bezerra (blogueiro CE) e Altino Machado (blogueiro AC).
16 horas – Debate: A luta pela liberdade de expressão e pela democratização da comunicação.
– Paulo Bernardo – ministro das Comunicações do Brasil [*];
- Jesse Chacón - ex-ministro das Comunicações da Venezuela;
- Damian Loreti – integrante da comissão que elaborou a Ley de Medios na Argentina;
* Mesa dirigida por Joaquim Palhares e Altamiro Borges.
18 horas – Ato de encerramento.
- Aprovação da Carta de Foz do Iguaçu (propostas e organização).
[*] Os nomes com asteriscos ainda não estão confirmados.

1 de setembro de 2011