26 de dezembro de 2010

Calúnia: a velha tática dos covardes

Mensagem divulgada pelo vereador Dr. Ricardo àqueles que apoiam o mandato popular do PCdoB em Florianópolis e à todos os Florianópolitanos falando sobre as denúncias de suposta compra de votos na disputa pela presidência da Câmara de Vereadores da Capital.

Ao longo dos seus 88 anos de história, o PCdoB sempre se pautou pela luta democrática, pela representação dos movimentos sociais e pela luta por um desenvolvimento social que abrangesse a coletividade em nosso país. Em Santa Catarina e em Florianópolis não é diferente. Contrapusemo-nos em muitos momentos a formas anti-democráticas de condução da política catarinense e a busca por uma representação política que tenha este alcance tem sido um dos focos da atuação do nosso partido na Capital.

Em especial, nestes últimos seis anos, essa busca promoveu um embate, muitas vezes fervoroso, com a política implementada pelo Prefeito da capital catarinense. Neste embate, nossos mandatos sempre encontraram apoiadores nos setores da sociedade que querem um desenvolvimento diferente daquele implantado no município.

Na Câmara de Vereadores, nestes últimos dois anos, nosso posicionamento de oposição ao governo Dario Berger encontrou aliados táticos na bancada de oposição. Sendo que, com este apoio, mantivemos nossa postura ao lado dos movimentos socias e populares, na luta pela classe trabalhadora e em busca do desenvolvimento democrático da nossa cidade, em contraposição a postura do Prefeito e sua base aliada.

Diante deste cenário, do descontentamento da cidade em relação ao governo municipal e do resultado das eleições (que não elegeu nenhum dos candidatos apoiados pelo Prefeito Dário Berger), fortaleceu-se a oposição na Câmara, que através da adesão de outros vereadores, até então da base do prefeito, construiu uma chapa para disputar a direção da Casa Legislativa.

Essa construção política encontrou contraposição na argumentação de que nós, do PCdoB, deveríamos priorizar aliança com os partidos da base de sustentação do governo federal, entendendo que este arco de alianças representa uma política mais progressista e mais alinhada com os segmentos populares. Entretanto, a nível local isso não acontece.

Diante disso, nosso partido optou por manter a coerência com a nossa postura de oposição no município. Esta chapa oposicionista conseguiu a vitória e permitiu que o PCdoB pela primeira vez ocupe a mesa diretora da Câmara, impondo uma derrota emblemática ao prefeito Dario Berger.

Esta derrota, que tem como pano de fundo a possível cassação do mandato do Prefeito com o Presidente da Câmara assumindo interinamente o cargo, enfraquece a possibilidade do prefeito da capital eleger seu sucessor.

E esta é a motivação das acusações promovidas pelo vereador João da Bega, derrotado na eleição da mesa diretora da Câmara e que encabeçava a chapa governista. O desespero de tentar uma virada de mesa ou a anulação da eleição é o que media toda esta situação.

Nós, enquanto mandato popular, combativo, representando os movimentos populares, os setores críticos da sociedade e principalmente os princípios do nosso partido não permitiremos isso. Com isso, vimos esclarecer alguns fatos em relação ao factóide criado pelo representante da base do governo municipal.

Diante da acusação do candidato derrotado a presidência da Câmara, João da Bega, de tentativa de venda do nosso voto, queremos esclarecer que:

É mentira a declaração desse vereador. Nós iremos processá-lo por calúnia e difamação.

Não existem provas para fatos que não ocorrem. Apesar disto, disponibilizei espontaneamente para a Câmara, Ministério Público e Polícia os dados do meu patrimônio e a quebra dos meus sigilos bancário, fiscal e telefônico.

Toda esta situação é uma jogada política que visa desqualificar a vitória da oposição a Dário, porque o que está em jogo é o fato de que o Presidente da Câmara assumirá a prefeitura com a provável decisão da Justiça pela cassação do mandato do Prefeito.

São evidentes as contradições do vereador João da Bega nas suas declarações.

Em seu primeiro vídeo divulgado pela imprensa, ele cita a tentativa de venda de votos. Entretanto, no dia seguinte, diz que não vai revelar os nomes, somente em um livro no final da sua carreira. E depois diz que não sabia se estava sendo testado nas negociações. No dia seguinte ao aparecimento do vídeo, nós solicitamos a investigação do caso ao atual presidente da câmara e, um dia depois, o vereador João da Bega também protocola um pedido de investigação, entretanto, não acusa ninguém, só faz menção a entrevista do prefeito Dário que cita nome de alguns vereadores. E até o momento em que faz a acusação formal, dá a impressão de estar criando falsas testemunhas para o fato citando outros vereadores e assessoria.

Se o vereador preza tanto pelo esclarecimento de irregularidades, por que não teve a mesma postura diante das nossas denúncias sobre a árvore de natal, que custou alguns milhões? Sobre a reforma da antiga Casa de Câmara e Cadeia paralisada por irregularidades ao custo de 25 milhões de reais? A necessidade de transparência do convênio da prefeitura com a AFLOV, que custa 5 milhões de reais ao ano? Ou a tentativa da prefeitura de privatizar a Zona Azul?

E o mais ridículo de tudo é que ele só veio fazer acusações após a derrota na eleição da mesa. Não as teria feito se tivesse ganho?

O nosso voto foi coerente com a postura de oposição ao governo de Dario. Manter esta postura na votação significou firmar nosso posicionamento ao lado dos movimentos sociais e setores críticos da sociedade que lutam por um desenvolvimento e uma representação política diferentes dos atuais.

Consideramos esses fatos um ataque aos nossos mandatos e ao PCdoB. Entretanto, ao longo da nossa história de lutas, os ataques nunca nos fizeram esmorecer.

Florianópolis, 23 de dezembro de 2010.
Vereador Dr. Ricardo Vieira - PCdoB

21 de dezembro de 2010

Sindicato dos jornalistas fecha ano com reuniões e fiscalização em Criciúma

O Sindicato dos Jornalistas de Santa Catarina realizou as últimas visitas a colegas nos seus locais de trabalho e fiscalizações de 2010 em Criciúma, dias 14 e 15 de dezembro. Antes de Criciúma, o SJSC realizou as mesmas atividades em Joinville e, antes deste município, Lages.

Os diretores Rubens Lunge e Sandro Gleston de Mattia visitaram, em Criciúma, as redações dos diários impressos Jornal da Manhã e A Tribuna, e rádio Som Maior, além do curso de Jornalismo da SATC e assessoria de imprensa da Prefeitura.

Em dois locais, solicitaram a solução de irregularidades, e na Prefeitura, que o secretário de comunicação se empenhe para a realização de concurso público para jornalistas. Os diretores do SJSC também reuniram-se fora de locais de trabalho como colegas freelancer e funcionários de empresas.
Uma das principais ações em Criciúma foi a fiscalização de irregularidades, denunciadas por jornalistas. Entre elas estão o excessivo número de estagiários em alguns locais de trabalho, o exercício da profissão por estagiários, falta de controle sobre os estágios, horas-extras não pagas, acúmulo de função sem o devido pagamento e oferta de emprego com salário abaixo do piso.

O Sindicato também realizou novas filiações de colegas que se encontram nos meios de comunicação, ou trouxe colegas de volta ao Sindicato, que por algum motivo haviam deixado de integrar o quadro de filiados. Com esta campanha, todos os jornalistas das redações do Jornal da Manhã e A Tribuna passam a ser filiados ao SJSC.

Com os professores do curso de jornalismo, Rubens e Sandro debateram a necessidade de rígido controle sobre os estágios. Professores apontaram que alguns estágios sequer são do conhecimento do curso, uma vez que os estudantes se alistam junto a uma empresa intermediária.

Em uma empresa da cidade, um informante disse que paga a esta intermediária R$ 50,00 mensais por estagiário. Os professores do curso de Jornalismo da SATC devem realizar um levantamento para diagnosticar a demanda de estágios na região, e em conjunto com o Sindicato aplicar as regras exigidas pelo Congresso Nacional dos Jornalistas de Ouro Preto e as implementadas pelo Pleno da Direção do SJSC.

"A ajuda dos colegas, denunciando as irregularidades, é o principal propulsor do Sindicato", disse o presidente Rubens Lunge, que incentiva os jornalistas a denunciar o não-cumprimento da convenção coletiva e outras irregularidades na relação de trabalho.

Ele disse que já no início de 2011 outras regiões do Estado serão visitadas e fiscalizadas. "Estamos cumprindo verdadeiro papel do Sindicato dos Jornalistas, lutando pelo respeito aos colegas e cumprimento da legislação", finalizou Rubens.

Fonte: SJSC

Pauta Que Pariu 2011

Daqui ha pouco às 19h na Kibelandia acontece uma reunião do Pauta Que Pariu para organizar o desfile do bloco em 2011. O bloco reúne os jornalistas catarinenses e agregados para brincar o carnaval. A reunião é aberta a todos e deve decidir sobre a comissão organizadora, camisetas, dia, horário, banda e outros detalhes. Se quiser participar da organização, apareça por lá. A Kibelândia fica na rua Victor Meirelles, 98 no Centro de Florianópolis.

16 de dezembro de 2010

Vereador Ricardo repudia declarações de Dário Berger

Diante das notícias veiculadas na imprensa ao meu respeito, venho esclarecer:

1 – São inverídicas e caluniosas, uma vez que todas as conversas para a eleição da mesa da Câmara foram pautadas exclusivamente pelo debate político, visando o fortalecimento do Poder Legislativo Municipal;

2 – Nosso voto para a mesa diretora manteve a coerência com a postura de oposição ao Governo Municipal, que mantivemos durante todo o mandato;

3 – Refuto qualquer tipo de ilação ao meu respeito e considero essas manifestações como desespero de quem perdeu a eleição e agora procura desqualificar a vitória da oposição;

4 – Vamos tomar as providências jurídicas cabíveis.

Florianópolis, 15 de dezembro de 2010

Ricardo Camargo Vieira
Vereador de Florianópolis - PCdoB

UCE repudia indicação de Marco Tebaldi para a Educação

A União Catarinense de Estudantes divulgou nota repudiando a indicação de Marco Tebaldi para a Secretaria de Eduação de Santa Catarina.

Nota da UCE
A União Catarinense dos Estudantes (UCE), entidade que representa todos os estudantes do ensino superior em Santa Catarina, vem a público repudiar a nomeação do novo Secretário de Educação de SC, Marco Tebaldi (PSDB), anunciada pelo então governador eleito, Raimundo Colombo (DEM).

No entendimento da entidade, Tebaldi dará seqüência à política de educação, já aplicada pelo seu correligionário, Paulo Bauer (PSDB), nos últimos quatro anos em que esteve a frente da pasta.

Com mais de 60 anos de história, a UCE defende a educação pública, gratuita e de qualidade, com inclusão social. Para os estudantes, Raimundo Colombo atende, com essa nomeação, simples acordos e interesses particulares partidários, não considerando o perfil político necessário para o cargo.

Não bastasse isso, essa nomeação demonstra que teremos continuidade de uma política educacional que não ampliou vagas no ensino superior estadual e não valoriza o educador, principalmente no que diz respeito ao ensino básico.

Fica claro aos olhos da população que a “novela” da nomeação de cargos, seguido de descontentamentos por parte da tríplice aliança, se traduz numa disputa de poder que

coloca em risco os compromissos com o povo catarinense. Essa é a continuação da política reducionista dos direitos e do patrimônio público, realizada nos últimos 08 anos e que agora será aprofundada por Raimundo Colombo.

O reflexo desse modelo de gestão na Educação é uma política restrita no que diz respeito à ampliação de vagas e qualidade na educação superior catarinense, com vistas prioritariamente à expansão da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc).

Não vislumbramos possível criação de outra universidade pública estadual e a ampliação dos campi da Udesc foi feita de maneira pontual e sem uma política efetiva de ampliação de vagas com qualidade de ensino, incentivo a pesquisa e extensão de forma indissociável, o que fortalece a proliferação do ensino privado, que concentra lucros exorbitantes.

Queremos lembrar a falta de compromisso do Governo do Estado com o atraso do pagamento das verbas do artigo 170 para as universidades e o descaso com que a Secretaria de Educação vem tratando os estudantes bolsistas do Artigo 170 ao não realizar os repasses da bolsa nos prazos estabelecidos. Este fato continua causando desistências no ensino superior, afastando jovens dos bancos universitários.

O governo LHS deixou como legado para a educação a luta contra o piso nacional de R$ 950 para os professores do ensino básico, recorrendo ao STF no intuito de não dar aos educadores catarinenses o mesmo direito aprovado nacionalmente.

Manifestamos nossa posição contrária também à privatização da merenda escolar. Na contramão das políticas do Governo Federal, que aprovou lei determinando a aquisição de produtos diretos dos agricultores familiares para atender no mínimo 30% da merenda escolar, o Governo de Santa Catarina, privatiza, mediante a terceirização, o fornecimento da merenda escolar por uma grande empresa do Estado de São Paulo.

Lembramos que o sucateamento da educação básica no Estado de Santa Catarina vem crescendo. De acordo com os dados do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) 2009, Santa Catarina deixou de ser o Estado com a melhor educação pública do país de 5ª a 8ª séries (ensino fundamental) e no ensino médio, inúmeros problemas na estrutura dos colégios estaduais, em que muitas escolas a Vigilância Sanitária teve que interditar por problemas com goteiras e risco de incêndios, impossibilitando assim que as aulas fossem ministradas.

Lembramos que o Artigo 170 e 171 são vitórias da articulação política e mobilização estudantil da UCE. No Ensino superior, é desejo do Governo Federal aprovar o novo Plano Nacional de Educação e ampliar em vinte anos os recursos para a educação em 7% do PIB. E quais os planos de SC em investimento e expansão do ensino superior?

A UCE, em 60 anos de história sempre foi protagonista nos momentos mais importantes na construção de um país mais democrático, justo e igualitário. E para se conquistar estas mudanças que tanto almejamos em Santa Catarina, é dever do Estado investir em educação mais seriamente, e o papel do movimento estudantil é fiscalizar, reivindicar e contribuir nas mudanças.

15 de Dezembro de 2010
União Catarinense dos Estudantes

Chacina da Lapa

Mensagen encaminhada por e-mail pela presidente estadual do PCdoB, a deputada Angela Albino lembra os 34 anos da Chacina da Lapa

Hoje, camaradas, é dia da maior significância para os comunistas do Brasil. Nesta mesma data, nos idos de 1976, o Exército invadiu a casa onde, no dia anterior, reuniu-se a direção nacional do PCdoB.

Na casa da Lapa ainda estavam nossos dirigentes Pedro Pomar e Angelo Arroyo. Ambos foram assassinados covardemente, à queima-roupa.

Por isso não nos dobramos, por isso não fraquejamos, por isso seguimos sempre em frente: no nome "PCdoB" não há apenas um partido; há uma história de heroísmo e resistência.

Sejamos todos, sempre, dignos deste legado. Viva longa, em nossa memória, aos heróis tombados na Chacina da Lapa.

Angela Albino - Presidente Estadual do PCdoB - SC

14 de dezembro de 2010

Uma pequena festa do PCdoB

É nesta quarta-feira (15) a partir das 20h no Grêmio da Prefeitura Universitária da UFSC a festa de confraternização do PCdoB de Florianópolis.

O evento vai festejar o final de ano e comemorar a vitória eleitoral do partido em 2010 que elegeu Angela Albino a primeira deputada estadual comunista de Santa Catarina.

Será um momento para brindar as conquista de 2010 e planejar, mesmo que informalmente, as ações para o ano vindouro. E com certeza, na oposição, o PCdoB terá um 2011 intenso.

Os parlamentares do partido, Angela Albino e o vereador Dr. Ricardo, a direção e todos os militantes e filiados estarão brindando as festas de final de ano e a chegada do novo ano.

Sindicatos travam nova batalha para reajustar piso estadual de salário

Cerca de 50 sindicalistas, de todas as centrais, categorias e regiões do Estado participaram da reunião para discutir o reajuste do piso estadual de salário realizada hoje pela manhã (14) na sede da FECESC. Durante o encontro, bastante representativo decidiu-se que:

1) Uma comissão formada por representantes das centrais irá a Assembléia Legislativa ainda hoje (14/12) para tentar conversar com o governador eleito, Raimundo Colombo (que tem agenda com os deputados), sobre a necessidade de enviar projeto ao legislativo para corrigir os valores dos pisos;

2) Será encaminhado material de campanha (cartaz, folder, etc), visando informar à população e sensibilizar executivo e legislativo;

3) O movimento sindical fará novo abaixo-assinado para, se necessário, entrar com projeto de emenda popular, para reajustar os pisos. A campanha de coleta das assinaturas (no mínimo 1% do total de eleitores será feito realizada em janeiro e fevereiro;

4) As entidades deverão dar o máximo de divulgação para a campanha do piso, ocupando espaço na mídia local, nos informativos sindicais, onde puder, com o objetivo de massificar a campanha;

5) Em 27 de janeiro será realizada uma reunião geral, com o máximo de pessoas, para avaliar e campanha e detalhar estratégias. A reunião ocorrerá na sede da Fetiesc, Itapema, entre 9:30h e 12:00h.

6) Será realizada uma articulação com deputados, no sentido de elaborar um projeto de reajuste dos pisos originado do legislativo estadual. Mesmo que a iniciativa tenha limitações legais, avalia-se que este seria um instrumento útil de sensibilização do governo e demais atores sociais.

Informações do Supervisor Técnico do DIEESE José Álvaro de Lima Cardoso.

13 de dezembro de 2010

Em Criciúma, SBT quer contratar jornalista por 700 reais

A sucursal do SBT de Criciúma está contratando jornalista. Pela vaga está oferecendo R$ 700,00 de salário mensal. O piso salarial da categoria que está em vigor, de acordo com a Convenção Coletiva é de R$ 1.300,00. Segundo o diretor do SJSC na região Sandro de Mattia, pelo menos três profissionais que se interessaram pela vaga procuraram o SBT e ao saberem que o salário era de R$ 700,00 desistiram da vaga e acionaram o sindicato.

O dietor do Sindicato, hoje pela manhã, conversou com o gerente do SBT de Criciúma cobrando o fato de a empresa estar oferecendo um salário abaixo do piso a cargo de jornalista. No meio da conversa houve uma interrupção na ligação. Em seguida o gerente retornou a chamada dizendo que "esse assunto teria que ser resolvido com o chefe de Jornalismo do SBT de Florianópolis".

Para o diretor do SJSC em Criciúma "a categoria depende de atitudes como a desses profissionais que não aceitaram e denunciaram ao sindicato que é quem tem poder de representação coletiva. Eles não concordaram com as condições ofertadas pela empresa e denunciaram. Isso é valorizar a profissão, respeitar a categoria".

O presidente do SJSC, Rubens Lunge deve visitar a região sul esta semana. Juntos os diretores do Sindicato vão visitar a categoria, fazer mobilização, sindicalização e averiguar outras denúncias feitas pelos colegas de outros veículos.

Pauta que Pariu 2011

Já estão começando os preparativos para o desfile do "Pauta Que Pariu", o bloco carnavalesco dos jornalistas em 2011. A primeira reunião está marcada para amanhã (14), às 19 horas, na Kibelândia, centro de Florianópolis. O carnaval em 2011 será entre os dias 5 e 8 de março. Tem alguma idéia para ajudar na organização. Apareça.

Reajuste do Piso Estadual de Salários em discussão

O Piso Salarial Estadual estabelecidos pela Lei Estadual Complementar nº 459/2009 completa um ano neste mês de dezembro, e o seu reajuste, conforme determina a própria lei, “será objeto de negociação entre as entidades sindicais dos trabalhadores e empregadores, com a participação do Governo do Estado de Santa Catarina.”

Nos últimos meses, várias tentativas de reunir as partes interessadas visando o estabelecimento do reajuste a partir de janeiro de 2011 já foram feitas, porém sem sucesso. Por isso, o DIEESE está convidando todas as entidades interessadas no Reajuste de Piso Salarial Estadual, para participarem da Reunião que ocorrerá no dia 14 de Dezembro corrente, às 9h (com término previsto às 12h), na sede da FECESC, à Av. Mauro Ramos, 1624, em Florianópolis.

O Dieese ressalta a importância da participação de todos para que seja assegurada e ampliada esta grande conquista da classe trabalhadora catarinense, que tem recebido resposta positiva da maioria dos empregadores, do Ministério Público e do Judiciário. Interessados devem confirmar presença pelo e-mail crisgoncalves@dieese.org.br ou pelo telefone: (48) 3228-1621.

Sindicato dos Jornalistas receberá Troféu UFSC 50 anos

Ufsc completa 50 anos com homenagens
O Sindicato dos Jornalistas de Santa Catarina, recebe hoje o Troféu UFSC 50 anos-comunicação. A homenagem tem objetivo de reconhecer o apoio dedicado pelos veículos de comunicação do estado à Universidade Federal de Santa Catarina que completará cinquenta anos dia 18 de dezembro. O presidente do Sindicato Rubens Lunge e mais 21 representantes de entidades do ramo receberão Troféu, entre elas a Federação Nacional dos Jornalistas.

Moacir Loth, diretor da Agência de Comunicação (Agecom) da UFSC, afirma que o Sindicato dos Jornalistas tem grande histórico de trabalhos conjuntos com a instituição: desde as lutas travadas pela valorização da profissão e pela democratização da comunicação, na divulgação de eventos da categoria, na defesa das políticas publicas de comunicação e lançamento de publicações. “Para mim, o Sindicato dos Jornalistas é o mais parceiro”, conclui Loth, que há mais de 20 anos trabalha na Agecom.

O cerimonial está marcado para às 17h30, no Auditório Garapuvu do Centro de Cultura e Eventos, campus Florianópolis da Universidade. Na solenidade, aberta ao público, haverá também o lançamento do DVD "Encontro de Reitores 2010", programa com a presença dos reitores que já conduziram a Universidade nesses anos. Fonte: SJSC

10 de dezembro de 2010

Sarará tem duas fotos selecionadas no Troféu Sindaspi de fotografia

Claudio Silva da Silva, o Sarará, diretor do SJSC, teve duas obras selecionadas no Troféu Sindaspi de Fotografia 2010, do Sindicato do Trabalhadores em Empresas de Assessoramento, Pericia, Pesquisa e Informações de Santa Catarina, que teve como tema Os Vários Olhares Sobre o Mundo do Trabalho. Trabalho artesanal: concerto de rede e Controle de qualidade foram as duas fotografias de Sarará escolhidas entre 66 que concorreram à oitava edição do prêmio de abrangência estadual. Doze foram selecionadas. Parabéns ao amigo por mais esse importante reconhecimento. As informações são do Sindicato dos Jornalistas.

Mandato do vereador Dr. Ricardo realiza homenagem aos "Lutadores do Ano"

O gabinete do vereador Dr. Ricardo (PCdoB) realizará no dia 10 de dezembro, às 19 horas, no Plenário da Câmara de Vereadores, um evento para homenagear grandes nomes que fizeram história na Capital, no ano de 2010.

Essa atividade, que leva o nome de “Lutadores do Ano”, visa parabenizar protagonistas de grandes batalhas, que se destacaram pela luta travada em prol de uma cidade mais justa e igualitária no decorrer deste ano.

O evento, que acontecerá pelo segundo ano consecutivo, homenageará neste ano as seguintes pessoas e entidades:

João Nascimento – homenageado pela luta em defesa do meio ambiente, principalmente a luta travada em defesa e das baías e na discussão da implantação da Estação de Tratamento de Esgoto na região de Santo Antônio/Sambaqui.

Adronei Milani – homenageado pela luta em defesa do meio ambiente, especialmente quanto ao uso e ocupação adequada do solo, na defesa da Estação Ecológica de Carijós e pela resistência na luta dos moradores da entrada do Cacupé.

Celso Martins – homenageado pelo esforço em divulgar os movimentos de resistência e de luta da cidade através de formas alternativas de mídias sociais.

Carlos Damião – homenageado pela coluna democrática que desenvolve no Jornal Notícias do Dia, divulgando informações de interesse social.

Amilton Alexandre – Mosquito – homenageado pelo trabalho desenvolvido em seu blog, divulgando informações de interesse público que não ganham espaço na grande mídia.

Sindsaúde – Edileuza Garcia Fortuna – homenageada pela resistência em defesa da categoria.

Cristiane Ramirez – homenageada pela luta em prol da cultura - e sua fomentação - na cidade de Florianópolis.

Dirceu Antonio da silva– homenageado em prol da luta pela defesa do terreno da comunidade do Monte Cristo – terreno da Cohab.

Associação dos Amigos do Hospital Florianópolis – associação homenageada pela luta travada junto à reforma do Hospital Florianópolis e em defesa deste Hospital.

Cesar Floriano – homenageado pela batalha travada na revitalização do centro histórico

Genoir Simoni – presidente ACM –homenageado pela luta em prol da saúde e pela representação dos médicos.

Valdemiro Reitz – pelo trabalho realizado junto à comunidade do Morro da Caixa, especialmente com as crianças do Alphagente.

Kader Ottman – homenageado pela luta em defesa da libertação do povo palestino.

Sintufsc – sindicato homenageado pelos trabalhos realizados em defesa da categoria, estendendo essa homenagem também para todos os servidores que construíram a história da Universidade Federal nestes 50 anos de existência.

Stella Davi – homenageada pela luta travada com o Conselho Local de Saúde do Rio Vermelho em prol de melhores condições de trabalho junto aos servidores e melhor atendimento junto à população.

Tatiana Ramos de Amorim Cabral – homenageada pelos 10 anos de dedicação ao Projeto Renascer, que atende crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social na região do Saco Grande.

Igreja Bethânia – entidade religiosa homenageada pelos trabalhos sociais desenvolvidos na região do Saco Grande.

Denise Siqueira – homenageada pela incansável luta em defesa da acessibilidade e mobilidade junto aos portadores de necessidades especiais.

Edson Altino Pereira Junior da Federação Catarinense de Remo - homenageado pela luta travada na revitalização do parque náutico.

DCE UFSC – Diretório homenageado pela luta em defesa do transporte coletivo da Capital, e pela resistência ao aumento das tarifas.

Maria Isabel Figueiredo Bittencourt – homenageada pela luta travada em prol dos profissionais da Saúde, principalmente dos técnicos de enfermagem da Prefeitura.

Maicon Mendonça Terra – homenageado pela luta travada em prol dos profissionais da Saúde, principalmente dos técnicos de enfermagem da Prefeitura.

Edson Cattoni – homenageado por toda a dedicação em defender a participação popular na construção Plano Diretor de Florianópolis, assessorando incansavelmente os movimentos sociais da cidade.

Angela Liutti- homenageada pela luta diária em defesa de um Plano Diretor participativo e democrático, pela dedicação nas ações que visam a união das forças e o cuidado com o interesse da cidade como um todo.

Angela Albino tem mais três projetos de lei aprovados


Deputada eleita Angela Albino
Foto: Daniela Millidiu
 A deputada eleita, Angela Albino (PCdoB) comemora a aprovação de mais três projetos encaminhados enquanto exercia seu mandato como suplente. O governador Leonel Pavan assinou a lei que declara de utilidade pública a Associação dos Atletas Especiais de Brusque- AAEB, com sede e foro no Município e Comarca de Brusque e a Associação Sul Catarinense de Familiares e Amigos de Portadores de Distrofias Musculares Progressivas (ASCADIM), com sede no Município de Criciúma.Além dessas, Pavan também sancionou lei que institui a Semana Estadual da Amizade Brasil-Japão, que passará a ser comemorada, anualmente, de 16 a 23 de dezembro.

“Apresentei 14 projetos de lei e duas propostas de emenda constitucional (PEC). Dos 14, sete já viraram lei. As duas PECs são as mais significativas. A primeira para destinar no mínimo 1,5% do Orçamento do Estado para termos um orçamento fixo para a cultura. E a segunda destina 50% dos royalties do pré-sal para educação e cultura. Em 2011 daremos continuidade aos projetos encaminhados e ainda teremos mais trabalho”, destaca a deputada eleita. Fonte PCdoB.

Projeto de Lei que exige diploma no serviço público é aprovado na Alesc


Jornalista formado é melhor para a sociedade
 A exigência do diploma para o exercício da profissão de jornalista pode virar Lei no serviço público estadual de Santa Catarina, seja em contratos diretos e indiretos, dentro de 15 dias. O Projeto de Lei nº 63/10, sobre o tema foi apresentado pelo deputado Kennedy Nunes (PP), foi aprovado por unanimidade pela Assembléia Legislativa, quarta-feira, dia 8. Agora, o governador Leonel Pavan (PSDB) tem 15 dias para dar o parecer ao Projeto.


Kennedy acredita que Pavan aprovará o PL, já que não houve nenhum voto contrário à proposta. “Tenho conversado com o governador e em nenhum momento ele se mostrou contrário ao projeto. O ideal seria que, além da esfera pública estadual, os 293 municípios catarinenses também adotassem essa regra”, completou o deputado formado em jornalismo.

O presidente do Sindicato dos Jornalistas de Santa Catarina, Rubens Lunge, apóia o PL. A formação superior em jornalismo é uma luta histórica da categoria. Além da campanha Jornalistas por Formação, empenhada junto à FENAJ e sindicatos estaduais da categoria em todo o país, o SJSC lançou em 2009, com apoio da faculdade SATC (Criciúma), a campanha “Jornalista Formado Melhor para a Sociedade”. Rubens acredita que por meio de uma mobilização da sociedade, essa pode ser uma regra adotada em todo país e não só no serviço público. Fonte SJSC

6 de dezembro de 2010

O natal tá chegando

No sábado teve a chegada do Papai Noel no SESC. A Laura se apresentou e ainda nos "camarins" dividiu a ansiedade com as amigas Sofia Pimentel, a chará Laura de Oliveira e o Miguel Ferri. Foi um evento muito emocianante e animado com várias atrações. Junto com a prima Bia, pousou para a tradicional foto com o bom velinho. Já o Eric, bem que tentamos, mas não teve jeito, ele não se animou e não abraçou o Santa.

1 de dezembro de 2010

Vereador Dr. Ricardo apoia democratização da Câmara

A ampliação de 16 para 23 cadeiras no legislativo, sem aumento de gastos, é avanço para a luta do povo. O vereador Dr. Ricardo (PCdoB) foi à tribuna na Sessão Ordinária de ontem, dia 29, para externar seu posicionamento e o do seu partido quanto ao Projeto de emenda a Lei Orgânica Municipal, que aumenta o número de vereadores, dos atuais 16 para 23, a partir de 2013, com eleição dos mesmos no pleito municipal de 2012.

Este aumento obedece ao critério da proporcionalidade equivalente ao número de habitantes, previsto pelo artigo 36 da Lei Orgânica Municipal. Florianópolis enquadra-se na alínea “h” na qual, pelo fato de ter mais de 300 mil habitantes e menos de 450 mil, pode ter uma câmara legislativa com 23 vereadores.

Para o vereador, este projeto de emenda, aprovado por unanimidade na Sessão Ordinária de ontem, “é um avanço para a democratização de Florianópolis, visto que uma maior atuação parlamentar contribui para maior representação do povo”.

O parlamentar pondera que esse aumento não gerará mais despesas para o erário público, porém a Câmara deverá se adequar internamente, visto que a mesma dotação orçamentária deverá ser dividada por mais parlamentares. Por conta disso, Dr. Ricardo reenfatiza e reitera ser favorável ao aumento do número de vereadores já que isso não gerará aumento do gasto público.
Carol Concado no Vermelho