30 de junho de 2011

10 mil multas emitidas em um mês são anuladas em Palhoça

Martha Ramos no ndonline.com.br- Instalados desde o dia 1º de maio deste ano, os dois sensores de velocidade situados em Palhoça foram alvo de reclamações devido ao elevado número de multas aplicadas para quem passa acima dos 40km/h.

Diante disso, o Setor de Trânsito de Palhoça decidiu desligar os sensores temporariamente e devolver o dinheiro das multas. Assim, os motoristas que receberam multa nestes locais poderão recorrer no Setor de Trânsito para ter o valor ressarcido.

Um dos sensores está localizado no cruzamento da avenida Barão do Rio Branco com a rua Ari Vagner, e o outro no cruzamento da avenida Atílio Pagani com a avenida Ilza Terezinha Pagani.

Segundo o diretor de trânsito, Nelson Paiva, somente nos últimos 30 dias foram aplicadas 10 mil multas, de um total de cerca de 700 mil veículos que passaram por esses sensores de velocidade. Isso quer dizer que 1,1% dos motoristas que passaram pelos sensores foram punidos.

Até a última terça-feira (28) o limite de velocidade permitido nesses locais era de 40 km/h. Agora, devido às reclamações o Setor de Trânsito contratou um grupo de engenheira da empresa Via 11 para realizar estudos e apurar se essa velocidade pode ser aumentada. “Provavelmente a velocidade máxima permitida passará a ser de 60 km/h, com os dois sensores voltando a funcionar dentro de 15 dias”, afirma Paiva.

Além dos sensores, neste ano também foram instaladas 25 lombadas eletrônicas no município. “O objetivo é prevenir acidentes de trânsito e educar as pessoas”, diz o diretor.

3 comentários:

  1. como recorro a multa que levei nesse semafaro da prefeitura a 53KM? levei duas multas!!

    abrigado!

    ResponderExcluir
  2. O link abaixo leva a uma matéria com informações sobre como proceder

    Josemar

    http://www.palhocense.com.br/on-line/geral/radares-mais-de-15-mil-multas-emitidas-em-cerca-de-dois-meses-1.496863

    ResponderExcluir
  3. como recorrer a essas multas, o que alegar se é eles o principal errado

    ResponderExcluir

Chegou até aqui, então manda o comentário...