24 de novembro de 2010

Que venha a CPMF

No twitter alguém comentou sobre o profissão repórter, programa da Globo que tratou da saúde, dizendo que: "a nossa saúde é uma vergonha e que existem vários exemplos pra comprovar". E continuando disse: "querem ressuscitar o famingerado imposto, que nos sacrificou durante anos e nada resolveu". Retruquei pois tenho dois exemplos positivos onde a saúde esteve em jogo, e de seres bem próximos.

Laura e Eric meus filhos foram operados. Cirurgias de alto risco, ela com um dia de vida em junho de 2006, ele com três meses, ano passado. Nenhum pela Unimed. Todos os procedimentos foram executados pelo SUS, o nosso Sistema Unico de Saúde. Os detalhes dos acontecimentos são impressionantes, mas o que importa é que eles estão aqui na sala brincando.

Dizer que a saúde anda mal é fácil. Falar mal dos profissionais é mais fácil ainda. Faltam médicos? verdade. Equipamentos? Verdade. Estrutura? também. Pois o "famigerado" imposto cumpria seu papel até chegar o DEM (antes PFL) fazer campanha contra.

Manda cobrar a CPMF para a saúde. Ou, do contrário cobra a fatura de quem tem mais. Cria o imposto para os ricos. Quem tem mais, paga pra quem tem menos. Sobre isso quero saber o que pensa a ARENA.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Chegou até aqui, então manda o comentário...