17 de maio de 2010

Eleições da Fenaj - chapa de oposição

As eleições para a escolha da nova diretoria da Fenaj estão marcadas para os dias 27, 28 e 29 de julho. O processo eleitoral já está deflagrado com duas chapas na disputa. Já postei aqui a chapa da situação e agora segue a nominata da oposição acompanhada de um manifesto que recebi no final de semana.

Está deflagrada a eleição na Fenaj
A Federação dos Jornalistas está em processo eleitoral e já foram apresentadas as chapas que disputarão esta eleição. São apenas duas. Uma representa a situação, o mesmo grupo que se perpetua na Fenaj desde há anos, marcando sua atuação por imobilidade e completo afastamento da sua base. A outra representa um grupo de jornalistas, que insatisfeitos com ação da Fenaj, oferece à categoria outra proposta de trabalho.
Primeiro trazemos a renovação, gente com perfil de luta, que tem pautado sua vida na participação efetiva dos grandes movimentos nacionais. E, além da lufada de energia e disposição, a chapa do Luta Fenaj traz ainda uma proposta de aproximação da base, de debate concreto, de agilidade na ação, de organização da categoria.
A batalha no STF mostrou o perfil da gestão que termina. Apostando nas articulações de gabinete e amparada na esperança de que contaria com o apoio da base governista, não priorizou a organização de base, não preparou os jornalistas para a luta e o resultado foi a derrota.
Agora, estamos vivendo um outro momento na profissão. O STF liberou os patrões da qualidade, permitiu o registro de pessoal sem formação e colocou um bode na sala. Aos sindicatos está posto um desafio: organizar os jornalistas para recuperar a exigência do diploma e organizar os trabalhadores que estão entrando na profissão por conta da equivocada decisão do STF.
O Luta Fenaj tem um amplo programa de luta e formação que pretendemos compartilhar com todos os colegas ao longo da campanha.
Por agora só queríamos estabelecer essa breve conversa para informar que tem um grupo pensando diferente, com perfil de luta, e que quer revigorar e fortalecer a Federação. Em Santa Catarina nossa chapa conta com duas companheiras de luta: as jornalistas Elaine Tavares e Míriam Santini de Abreu, atualmente editoras da Revista Pobres e Nojentas. Miriam é trabalhadora no Sintrajusc e está na direção do Sindicato dos Jornalistas de Santa Catarina. Elaine atua no Instituto de Estudos Latino-Americanos da UFSC e faz parte do Conselho Fiscal do SJSC. Ambas tem uma larga trajetória de luta em Santa Catarina, seja no jornalismo ou nas lutas sociais. Além disso, pautam sua vida intelectual pela criativa formulação de idéias sobre a prática do jornalismo.
Assim, nos apresentamos a vocês e esperamos estabelecer um diálogo. Eis a chapa na sua completude,adiantando alguns pontos do programa:
Fenaj combativa e protagonista, Combate sem tréguas à fraude nas relações de trabalho, Rever a questão do Estágio, Ações unificadas dos trabalhadores do setor de comunicação social , Valorização do salário e das condições de trabalho, Lutar pelo Diploma e pela regulamentação da profissão, Sindicalizar os não diplomados sem abrir mão da luta pelo diploma, Fazer valer os direitos dos jornalistas do serviço público, Plebiscito sobre o Conselho Federal de Jornalistas, Valorização da Comissão Nacional de Ética (CNE), Fenaj democrática, Fenaj ativa nos fóruns internacionais, Reativação do Departamento de Cultura, entre outros.

Luta Fenaj
Presidente: Pedro Pomar (SP)
1º Vice-Presidente: George Washington (SE)
2ª Vice-Presidente: Cláudia de Abreu (RJ)
Secretária-Geral: Elaine Tavares (SC)
1ª Secretária: Leonor Costa (DF)
1a Tesoureira: Bia Barbosa (SP)
2º Tesoureiro: Dilamar Machado (RS)
1º Suplente: Leovegildo Leal (MG)
2a Suplente: Élida Miranda (AL)
VICE-PRESIDÊNCIAS REGIONAIS:
Vice-Pres Norte I Evelyn Morales (RO)
Vice-Pres Norte II Rosemary Gomes (PA)
Vice-Pres Nordeste I Iano Flávio Maia (RN)
Vice-Pres Nordeste II Flávia Adriana Azevedo (BA)
Vice-Pres Sudeste João Montenegro (SP)
Vice-Pres Centro-Oeste Alcione dos Anjos (MT)
Vice-Pres Sul Lenise Klenk (PR)
DEPARTAMENTOS:
Relações Institucionais:
Juliana Nunes (DF)
Daniel Hammes (RS)
Keka Werneck (MT)
Relações Internacionais:
Mário Augusto Jakobskind (RJ)
Lúcia Rodrigues (SP)
Jonas Valente (DF)
Educação e Aperfeiçoamento Profissional:
Emília Magalhães (DF)
Gibran Lachowski (MT)
Ernesto Marques (BA)
Cultura e Eventos:
Bernardete Travassos (RJ)
Valnísia Mangueira (PR)
Luisa Monteiro de Sá (MG)
Mobilização, Negociação Salarial e Direito Autoral:
Miriam Santini (SC)
Luis Gustavo Mesquita (SP)
Adriano Boaventura (MG)
Mobilização em Assessoria de Comunicação:
Álvaro Britto (RJ)
Caroline Santos (SE)
Pedro Carrano (PR)
Mobilização dos Jornalistas de Produção e Imagem:
Wellington Inácio (SP)
Fátima Gonçalves (PA)
Juliano Nery (MG)
Saúde e Previdência:
Luiz Edmundo Continentino Porto (RJ)
Elisângela Valença (SE)
Marcos Erlan (MG)
CONSELHO FISCAL:
Najla Passos (DF)
Cláudio Sommacal (RS)
Márcia Raquel (MT)

Um comentário:

  1. Legal! Vários amigos e ex-Enecos nesta chapa: Miriam, Bia que eu adoro e nunca largou o movimento, Lenise e Jonas.

    ResponderExcluir

Chegou até aqui, então manda o comentário...