28 de janeiro de 2010

SINJUSC acompanha caso da servidora que era obrigada a dividir salário com desembargador

O Sindicato dos Servidores do Judiciário - SINJUSC, protocolou no ultimo dia 25 no gabinete do presidente do Tribunal de Justiça, Desembargador João Eduardo Souza Varella, ofício requerendo que o sindicato seja admitido a acompanhar a tramitação do processo administrativo que apura o caso da ex-servidora do TJ que disse em matéria na imprensa que era obrigada a dividir o salário com o desembargador que assessorava e sua esposa.
O processo nº 358.958-2009.7 teve origem depois da publicação de uma matéria no jornal Diário Catarinense em 24 de dezembro do ano passado onde a ex-servidora afirmou que era obrigada a transferir parte do salário para conta do desembargador do TJ-SC em cujo gabinete trabalhava desde 2006.
A assessoria jurídica do SINJUSC também está agindo neste caso. Os advogados protocolaram documento no Ministério Público do Trabalho sugerindo ao Procurador do Trabalho que solicite ao Tribunal de Justiça de Santa Catarina informações sobre a apuração dos fatos denunciados e acompanhe o desenrolar do respectivo expediente administrativo. Leia mais aqui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Chegou até aqui, então manda o comentário...