17 de junho de 2009

Aos Ministros e Ministras do STF

A exigência do diploma de Curso Superior em Jornalismo para o exercício independente e ético da profissão de jornalista é uma conquista histórica não só desta corporação, mas de toda a população brasileira.
A luta pela criação de Escolas de Jornalismo começou no início do século passado.
O primeiro Curso foi implantado 40 anos atrás e a profissão, regulamentada há 70 anos, desde 1969 exige a formação superior na sua legislação.
Este requisito representou um avanço para a imprensa do país ao democratizar o acesso à profissão, antes condicionado por relações pessoais e interesses outros que não o de atender o direito da sociedade de ser bem informada.
Setores sem compromisso com a construção de um jornalismo responsável e realmente cumpridor de sua função social vêm questionando este fundamental instrumento para a seriedade, democracia e liberdade na imprensa.
Confio que o(a) Excelentíssimo Ministro(a) votará com este entendimento no (RE) 511961, em favor de uma categoria profissional com papel tão relevante e em defesa da sociedade brasileira.
O diploma em Jornalismo, bem ao contrário de ameaçar a liberdade de expressão, é uma das garantias que conferem à mídia brasileira qualidade e compromisso com a informação livre e plural.
Josemar Sehnem - Jornalista (SC-00813-JP) - Vice-presidente do Sindicato dos Jornalistas de Santa Catarina

Um comentário:

  1. Mandei um recado pro ministro. Ta aí http://botelheco.blogspot.com/2009/06/diploma-recado-gilmar-mendes.html

    ResponderExcluir

Chegou até aqui, então manda o comentário...