19 de maio de 2009

Uma única versão para o WTTC

Sugiro leitura do texto da Jornalista, Miriam Santini de Abreu com uma análise do que foi dito pela RBS em seus veículos sobre o WTTC, recente encontro que reuniu figurões do turismo mundial. Está publicado aqui. Trechos:

Aportaram no Costão do Santinho, onde pedras adornadas com misteriosas pinturas rupestres vigiam o mar. Até dia 16, mesclaram conversas e acepipes enquanto traçavam o futuro da Ilha de Santa Catarina e de todo o litoral catarinense.
Parte da conta foi paga com dinheiro público, R$ 6,5 milhões, e será – alardeiam – compensada pela “mídia internacional”. O carro-chefe dos impressos do Grupo RBS no Estado, o Diário Catarinense, há uma semana conta em detalhes como será dividido o excelente butim, com o qual também irão se regalar governantes e empresários locais.
O conteúdo que foi alvo da breve análise, sobre as mais recentes edições do DC a respeito da nau do WTTC, se repete no A Notícia, de Joinville, no Jornal de Santa Catarina, em Blumenau, no Hora de Santa Catarina, em Florianópolis, além das rádios, internet e na onipresente programação local e regional da RBS TV.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Chegou até aqui, então manda o comentário...