17 de janeiro de 2011

Em audiência com governador nesta terça, 18, Sindicato dos Jornalistas vai reiterar apoio à sanção do PL 63/2010

Nesta terça- feira, 18, às 10h30, diretores do Sindicato dos Jornalistas tem audiência com governador Raimundo Colombo. O objetivo do encontro é reiterar o apoio do SJSC ao Projeto de Lei n° 63/2010 que exige a formação superior específica para a contratação de jornalistas no serviço público estadual.

O encontro estava marcado para acontecer na Casa D’Agronômica, mas foi transferido para o Centro Administrativo, na rodovia SC 401.

O PL, de autoria do deputado estadual e jornalista Kennedy Nunes (PP), está na Secretaria de Estado de Coordenação e Articulação para então ser encaminhado para Colombo dar seu parecer.

Conforme o Projeto, em seu Artigo 1º: "O provimento de cargos de jornalista, efetivos ou em comissão, na esfera da administração pública estadual, direta e indireta, em todos os poderes, deverá observar a exigência de apresentação de diploma de formação superior específica".

A exigência da formação superior para o exercício do jornalismo é uma reivindicação histórica da categoria, pois além de trazer benefícios aos jornalistas, também possibilita à sociedade mais qualidade na informação recebida.

O SJSC apóia e recomenda que esse Projeto (acesse aqui o PL) também seja discutido em outros estados e no âmbito dos municípios catarinenses.

Lei Complementar de 2007 não atende por completo reivindicação da categoria

Há no estado catarinense, Lei semelhante ao Projeto. Em 2007, durante reforma administrativa, o então governador Luiz Henrique da Silveira promulgou a Lei Complementar n° 381. (Veja aqui)

No artigo 166 consta que “para o exercício do cargo de provimento em comissão de Assessor de Comunicação, deverá o ocupante do cargo possuir formação em curso superior de graduação em jornalismo ou Comunicação Social, ou ter habilitação legal”.

No entanto, com a decisão tomada pelo Supremo Tribunal Federal, em julho de 2009 - que desobrigou a exigência do diploma para o cargo de jornalista - a LC não atende por completo a reivindicação da categoria. Outro detalhe do PL 63 é que amplia a regra para contratações diretas ou indiretas.
Fonte SJSC. Autor: Silvia Agostini Pereira (MTb/SC 3890-JP)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Chegou até aqui, então manda o comentário...