17 de agosto de 2009

30 anos da RBS

Artigo sobre os 30 anos da RBS na página do Sindicato dos Jornalistas.

Trecho:
A partir da primeira emissora em Florianópolis o conceito de rede foi se ampliando. Em três anos de vida no estado, a RBS já havia comprado emissoras em Joinville, Blumenau e Chapecó. Depois, “devagarito”, fez como fizera no Rio Grande, e foi ampliando sua malha. Hoje, a Rede Brasil Sul controla praticamente toda a comunicação do Estado, tendo garantido mais duas emissoras de TV, em Joaçaba e Criciúma, além de uma “comunitária”, a cabo, com sede em Florianópolis. Também são de sua propriedade as rádios CBN e Itapema, assim como um portal na Internet. Não bastasse isso, a RBS comprou o Jornal de Santa Catarina, com sede em Blumenau, e mais recentemente o A Notícia, de Joinville. Os dois jornais tinham circulação estadual e eram, a seu modo, uma alternativa para a população. Mas, agora, depois da compra, os dois periódicos passaram a circular apenas nas respectivas regiões e configuram um monopólio informacional, visto que são as mesmas informações que circulam em todos os veículos. Considerando que a concorrência é quase irrisória, praticamente, tudo o que se vê, lê e ouve no estado está sob o controle da RBS.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Chegou até aqui, então manda o comentário...